No data was found
No data was found

Passageira que foi presa ao assento com fita após tentar abrir porta de avião recebe multa histórica

mulher-amarrada-assento-aviao-porta-american-airlines-12072021133928071 (1)

 

A passageira que agrediu a tripulação de um voo e tentou abrir a porta do avião no ar, em julho do ano passado, recebeu uma multa de US$ 81.950, cerca de R$ 385 mil, a maior já aplicada pela FAA (Administração Federal de Aviação), a agência do governo americano que regula o transporte aéreo no país.

A mulher que viajava de Dallas, no Texas, para Charlotte, na Carolina do Norte, pela American Airlines, colocou todos a bordo em risco e precisou ser contida e presa ao assento com fita adesiva. Na época, imagens da moça durante o voo com a boca tampada, os braços para trás e com o tronco imobilizado circularam pela internet.

  • Canadenses fazem balada em avião e ficam retidos no México

“Se você estiver em um avião, não seja um idiota e não coloque em risco a tripulação e outros passageiros. Se você fizer isso, você será multado pela FAA”, disse Pete Buttigieg, secretário do Departamenteo de Transportes dos Estados Unidos.

Também em julho do ano passado, um episódio semelhante rendeu a segunda maior multa aplicada pela FAA. Uma passageira que estava em um voo da Delta Airline entre Las Vegas, em Nevada, e Atlanta, na Georgia, terá que pagar US$ 77.272, mais de R$ 360 mil, por assediar o passageiro que estava ao lado e depois tentar abrir a porta da aeronave. Além disso, ela mordeu diversas vezes as pessoas que tentaram segurá-la.

A FAA está com uma política de tolerância zero, desde o ano passado, contra passageiros que causam transtornos durante voos. A campanha de conscientização reduziu em 60% o número de casos de mau comportamento dentro das aeronaves. Nos últimos dez anos mais de 1.300 ocorrências foram registradas.

Publicidade

Imagens muito chocantes mostram uma mulher amarrada com fita adesiva em uma cadeira de avião, durante um voo da American Airlines. Segundo informações, ela tentou abrir a porta do avião e proferiu ameaças contra a tripulação. A medida extrema teia sido uma forma de contê-la


Além de presa à cadeira, a mulher também teve a boca fechada com uma fita do tipo silver tape. Segundo a American Airlines, a mulher ainda tentou morder um dos comissários de voo. Amarrá-la à cadeia foi “para a segurança de outros clientes e de nossa tripulação”, segundo o comunicado da empresa
A filmagem foi feita no voo 1774 da American Airlines — de Dallas-Fort Worth, no Texas para Charlotte, na Carolina do Norte, com duração de duas horas—, na terça-feira (6), publicada no TikTok e posteriormente excluída, após viralizar intensamente

Arieana Mathena (@lol.ariee) filmou a cena a fez outros vídeos, em que questiona a situação para os comissários de bordo. Segundo ela, a situação começou a perder o controle uma hora após a decolagem, quando “todos os comissários de bordo corriam para cima e para baixo nos corredores, freneticamente sussurrando uns para os outros”Reprodução/TikTok

As equipes do avião começaram a pegar sacolas nos compartimentos superiores, sem dizer a ninguém o que estava acontecendo. Por fim, o piloto pediu que todos permanecessem nos assentos, porque uma mulher “teve uma explosão” e precisava ser contida, após tentar sair do avião, abrindo a porta

Perto da decolagem, vários comissários de juntaram, a jogaram no chão e a prenderam com fita adesiva. Assim que o avião pousou, a mulher — que viajava de primeira classe — foi levada para um posto de atendimento médico e colocada em uma lista de proibição de voar novamente pela empresa

“Aplaudimos nossa tripulação por seu profissionalismo e esforço rápido para proteger as pessoas a bordo”, disse a American Airlines, em um comunicado enviado ao site Insider. Pelas reações de quem viu o vídeo, praticamente ninguém concorda.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Notícias relacionadas

Produtos

No data was found