Impressionante imagens de satélite mostra o impacto causado por navio porta-contêineres encalhado no canal de Suez

20210328_133213

 

Pra quem não tá entendendo o caso do navio encalhado, vou dar uma breve explicada.

Esse navio ficou encalhado no canal de Suez, que é um atalho entre a Arábia e o continente Africano, para os navios asiático chegarem mais rápido até a Europa. E esse navio bloqueou o caminho, então os navios estão tendo que pegar o caminho mais longo, o que gasta mais dinheiro e mais tempo.

A linha rosa é o canal de Suez, e ali no circulado, foi onde o navio encalhou, que é uma parte mais estreita do canal, que tem apenas 200 metros de largura

E a linha laranja é o caminho que os navios estão fazendo agora, já que o canal foi bloqueado. E esse caminho é muito mais longo, o que faz eles gastarem mais combustível e mais tempo.

No momento, a estratégia usada para desencalhar o navio é a retirada de areia da margem e o uso de navios rebocadores para puxar no Ever Given.

Caso isso continue não sendo suficiente, as equipes de resgate podem ter que remover alguns dos contêineres que o navio carrega para aliviar o seu peso, afirma Osama Rabie, o presidente da SCA (Suez Canal Authority, empresa estatal que administra a passagem).. Ele diz, no entanto, que esperava que isso não fosse necessário.

Mais de dez rebocadores foram acionados para remover o navio, de acordo com a empresa que gerencia o Ever Given, Bernhard Schulte Shipmanagement (BSM). Foi iniciada também a dragagem do canal ao redor do navio. Boskalis, a empresa de dragagem, disse que para desencalhar o navio será necessário dragar, rebocar e também retirar o peso da carga, tomando cuidado para não desequilibrar o navio

2021: O Ever Given ficou atravessado na diagonal na passagem estreita, o que está custando à economia mundial bilhões de dólares com o atraso das mercadorias, fazendo subir o preço do petróleo e causando perturbações nos mercados, com o atraso dos embarques de petróleo bruto.

Imagem de satélite publicada no Twitter por Dmitry Rogozin, diretor-geral da agência espacial russa Roscosmos, mostra o canal de Suez, no Egito, bloqueado pelo navio porta-contêineres Ever Given, em 25 de março de 2021
© REUTERS / HANDOUT / ROSCOSMOS
Imagem de satélite publicada no Twitter por Dmitry Rogozin, diretor-geral da agência espacial russa Roscosmos, mostra o canal de Suez, no Egito, bloqueado pelo navio porta-contêineres Ever Given, em 25 de março de 2021

Osama Rabie, tenente-general e presidente da Autoridade do Canal de Suez, crê que “a tempestade de areia e os fortes ventos no dia do incidente não foram as causas principais”, e que é possível que o caso tenha ocorrido por falha humana. Rabie relatou que as operações para liberar o navio incluem dez rebocadores e estão sendo realizadas 24 horas por dia.

 

CRÉDITO,REUTERS

Legenda da foto,A imagem à esquerda mostra navios esperando para passar pelo Canal de Suez no domingo, 21 de março. A imagem à direita mostra os barcos na quinta-feira, 25 de março, dois dias depois que o Ever Given encalhou

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Notícias relacionadas

Produtos

LS YOU EYEWEAR MELODIA LS05002
TRATAMENTO BONACURE - BRILLIANCE BRILLIANCE MASCARA TRAT COARSE 500ML COSMÉTICOS
VENDO RESIDENCIA DE ALTO PADRÃO, EM JI-PARANÁ-RO