CPI da Pandemia – Governo de Rondônia presta informações sobre “kit Covid ” a Omar Azir e Marcos Rogério

figap7wc4zbslii

Porto Velho, RO – Na última sexta-feira (04), o Rondônia Dinâmica veiculou matéria intitulada “Investida de senadores da CPI da COVID-19 já chega a Rondônia; governo se mobiliza para responder questionamentos de Marcos Rogério e outros”.

Na reportagem foram esmiuçadas as questões trazida à tona pelos senadores Omar Aziz (PSD-AM) e Marcos Rogério (DEM-RO).

Isto, além de solicitações de explicações protocoladas por Eduardo Girão (Podemos-CE).

Dentro do prazo, o Governo do Estado, gestão Marcos Rocha, sem partido, encaminhou explicações sobre o denominado “kit Covid”, por exemplo, apresentando números sobre cloroquina, hidroxicloroquina e ivermectina.

Sobre o último fármaco, a azitromicina, assessores Coordenadoria de Gestão e Assistência Farmacêutica (CGAF), organismo vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau/RO), pasta comandada pelo médico Fernando Máximo, esclareceram:

“Em relação ao medicamento Azitromicina indicamos que não houveram compras direcionadas ao atendimento das demandas exclusivas de pacientes da Covid-19. Indicamos que o medicamento pertence ao elenco do Componente Básico da Assistência Farmacêutica cuja responsabilidade pela aquisição e pelo fornecimento do item à população fica a cargo do ente municipal, com financiamento tripartite”, anotou a dupla signatária.

CONFIRA A JUSTIFICATIVA INTEGRAL:

“[…] Em atenção ao Despacho SESAU-ASTEC 0018291163 o qual nos encaminhou solicitação de informações a serem esclarecidas à CPI da Pandemia do Senado Federal, conforme Ofício 1187/2021 – CPI COVID (0018290814) e Requerimento nº 627/2021-CPIPANDEMIA (0018290881), que tratam da “aquisição, a distribuição e os estoques dos medicamentos cloroquina, hidroxicloroquina, azitromicina, ivermectina e todos os demais fármacos que tenham siddo utilizados no tratamento da COVID-19”, esta CGAF se pronuncia como segue.

Encaminhamos nos anexos as informações solicitadas no que se refere a Cloroquina 150mg, indicando todas as entradas 0018431538, saídas (destino) 0018432275 e estoque atual 0018432994. Tais informações referem-se ao medicamento enviado pelo Ministério da Saúde, uma vez que não fora efetivada aquisição deste insumo pela Secretaria de Estado da Saúde. Ressalta-se que a distribuição direta aos usuários do medicamento cloroquina, se deu através dos municípios.

Quanto ao medicamento Hidroxicloroquina, indicamos que esta setorial procedeu a aquisição de 7.500 comprimidos de Hidroxicloroquina 200mg, em 02/04/2020, através do processo administrativo nº 0036.129371/2020-17 (Nota de empenho 0018436966; Nota Fiscal 0018446638 e relatório de saída às unidades de saída 0018436741) visando atender as necessidades e demandas das Unidades de Saúde Hospitalares e Ambulatoriais, gerenciadas pela Secretaria de Estado da Saúde – SESAU/RO. Destacamos que não houve recebimento deste fármaco, oriundo do Ministério da Saúde.

Importante destacar que o Governo de Federal lançou através do Ministério da Saúde, a NOTA INFORMATIVA Nº 5/2020-DAF/SCTIE/MS 0018443047, que trouxe consigo a informação de uso da Cloroquina como terapia adjuvante no tratamento de formas graves do COVID-19 e definiu critérios para a primeira distribuição da Cloroquina na rede SUS.

Houve a primeira atualização das informações sobre o uso da Cloroquina, onde foi emitida a NOTA INFORMATIVA Nº 6/2020-DAF/SCTIE/MS, de 01/04/2020 0018443102 para tratamento de casos graves e revogando a  NOTA INFORMATIVA Nº 5/2020-DAF/SCTIE/MS.

A SESAU, procedeu ao recebimento da primeira remessa do medicamento cloroquina 150mg em 08/05/2020, estabelecendo um fluxo de distribuição às Gerência Regionais de Saúde, obedecendo aos critérios definidos na NOTA INFORMATIVA Nº 6/2020-DAF/SCTIE/MS, de 01/04/2020 0018443102, para os casos graves da COVID -19, para providências de fornecimento aos municípios de suas respectivas regiões. Ficando a critério do médico a prescrição, sendo necessária também a vontade declarada do paciente, conforme Anexo A – Termo de Ciência e Consentimento.

Em 20/05/2020 o Ministério da Saúde emitiu nova NOTA INFORMATIVA Nº 9/2020-SE/GAB/SE/MS 0018443144 contendo orientações para manuseio medicamentoso precoce de pacientes com diagnóstico da COVID-19, para uso da Cloroquina em caso Leves e Moderados.

Em relação ao medicamento Azitromicina indicamos que não houveram compras direcionadas ao atendimento das demandas exclusivas de pacientes da Covid-19. Indicamos que o medicamento pertence ao elenco do Componente Básico da Assistência Farmacêutica cuja responsabilidade pela aquisição e pelo fornecimento do item à população fica a cargo do ente municipal, com financiamento tripartite.

Quanto ao medicamento Ivermectina 6mg, indicamos que esta setorial procedeu a aquisição de 4.000 comprimidos de Ivermectina 6mg, em 17/07/2020, através do processo administrativo nº 0036.237367/2020-21 (Nota de empenho 0018446709; Nota Fiscal 0018446653 e relatório de saída às unidades de saída 0018446709) visando atender as necessidades e demandas das Unidades de Saúde Hospitalares e Ambulatoriais, gerenciadas pela Secretaria de Estado da Saúde – SESAU/RO. Destacamos que não houve recebimento deste fármaco, oriundo do Ministério da Saúde.

Apresentamos ainda a posição de estoque no decorrer do período solicitado  no requerimento parlamentar, conforme planilha (0018446281).

Fonte: Rondoniadinamica

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Notícias relacionadas

Produtos

LS YOU EYEWEAR MELODIA LS05002
TRATAMENTO BONACURE - BRILLIANCE BRILLIANCE MASCARA TRAT COARSE 500ML COSMÉTICOS