No data was found
No data was found

AMT trabalha na adequação do trânsito de Ji-Paraná

thumbnail_AMT CANTEIROS (1)

O fechamento do contorno visa evitar futuros transtornos

Para dar mais segurança ao trânsito da cidade, a Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes (AMT), decidiu fechar um ponto de contorno da avenida 22 de Novembro, no cruzamento da rua Padre Adolfo Rohl, bairro Casa Preta, no 1º distrito. O local foi interditado com cavaletes e nele será construído um canteiro. A medida é para evitar acidentes.

Com o fechamento, a opção será a entrada à direita, sentido ao templo sede da Igreja Assembleia de Deus ou contornar a rotatória na 22 de Novembro, no cruzamento com a avenida JK. Baseada em estudos técnicos, a alteração deve dar mais fluidez ao trânsito. Próximo ao local, será inaugurado uma nova unidade hospitalar de pronto-atendimento.

No início do mês, agentes da AMT instalaram canteiros, fechando espaços na avenida Marechal Rondon, bairro 2 de Abril, próximo ao Supermercado Irmãos Gonçalves e o Posto Vitória. Segundo autoridades de trânsito, os trechos eram usados por condutores para manobras irregulares, causando constantes acidentes.

Mesmo sendo necessária, a decisão vem sofrendo críticas isoladas. No entanto, o presidente da AMT, Oribe Júnior, reforçou a importância de respeitar a sinalização de trânsito e também as regras de circulação para evitar acidentes.

“Ji-Paraná tem hoje uma frota superior a 100 mil veículos e com a implantação dos cursos de medicina [em três faculdades], a expectativa é que ele aumente. Com isso, é necessário um plano de adequação no nosso trânsito”, justificou.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Notícias relacionadas

Produtos

No data was found